Ajuda? | Se precisar, click aqui no Service-Desk. Ou se preferir, abra um ticket de suporte.
Rua Comendador Elias Zarzur, 140 Santo Amaro | São Paulo-SP
Seg à Sexta 7:30h - 17h Sábado 8:00h - 12:00h

Altere as cores

Opção de cores

Please read our documentation file to know how to change colors as you want

Opções de cores background

Cores de background

ASSESSORIA COMPLETA SST

Saúde e Segurança do Trabalho

OBJETIVO

Manter toda a documentação em saúde e segurança do trabalho parece uma tarefa difícil para as empresas. Com a INMETRA, e mediante um cronograma de ações, é possível implantar e acompanhar toda a documentação legal em segurança e saúde do trabalho. Através da plataforma web 100% online desenvolvida exclusivamente pela INMETRA são armazenados os resultados de exames médicos ocupacionais, controle do PPP - Perfil Profissiográfico Previdenciário, emissão de Ordens de Serviços de Segurança NR1, e muito mais.
Solicite uma proposta hoje mesmo para visualizar o escopo contratual que respalda a empresa em casos eventuais de fiscalizações do Ministério do Trabalho e Emprego, e claro, com a gestão SST permanente evite acidentes e afastamentos por motivos de doenças relacionadas ao trabalho. Evite prejuízos patrimoniais, e eleve o grau de produtividade, saúde e bem estar para sua empresa e colaboradores.

PÚBLICO-ALVO
  • Todas as empresas, ainda que com efetivo mínimo de colaboradores, por exemplo uma pequena gráfica, marcenaria, oficina mecânica, panificadoras e demais segmentos a legislação vigente não isenta ao cumprimento das normas regulamentadoras. Ocorre que o empregador em geral não tem a informação adequada, completa e estruturada para poder viabilizar a implantação e acompanhamento dos itens obrigatórios exigidos pela Lei 3214/1978 e suas respectivas atualizações, assim como contidas na CLT no Capítulo Segurança e Medicina do Trabalho.



  • FORMA DE PAGAMENTO
    Mediante instrumento contratual de gestão permanente com prazo mínimo de 12 meses.

    BENEFÍCIOS ÀS EMPRESAS
    Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional para PMEs
  • A OHSAS 18001 atende a empresas de todos os tamanhos e podemos ajudar você a superar os desafios específicos de saúde e segurança que as empresas menores enfrentam. Para isso a INMETRA oferece a gestão de saúde e segurança do trabalho que permite caminhar ao rumo da ISO 18001, caso seja além da gestão oferecida SST, a obtenção de certificação a nível internacional. Em breve com a nova publicação da ISO 45001, e em 3 anos provavelmente será necessário migrar para esta nova norma internacional.

  • QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS COM OHSAS 18001?
  • Criação das melhores condições de trabalho possíveis na sua organização
  • Identificação de perigos e definição de controles para gerenciá-los
  • Redução de acidentes e doenças de trabalho, reduzindo custos e inatividade
  • Engajamento e motivação dos funcionários com condições de trabalho melhores e mais seguras
  • Demonstração de conformidade para clientes e fornecedores



  • PRAZO DE EXECUÇÃO
  • Durante a gestão contratual em até 12 meses | Os serviços são distribuidos entre os meses no ano, e assim respectivamente na renovação. Solicite informações de empresas com mais de 20 anos em parceria com a INMETRA na Gestão Completa de Assessoria & Consultoria em Saúde e Segurança do Trabalho.
  • Fale com nossos Consultores de Negócios INMETRA Facilities | ligue para (11)5548-6900

    Perguntas e Dúvidas Frequentes | INMETRA Facilities

    Através do service-desk INMETRA Facilities é possível verificar as principais dúvidas em gestão de saúde e segurança do trabalhador:
    Todas as normas regulamentadoras são ou não aplicáveis

    Em geral das 36 normas regulamentadoras vigentes, e ao menos 15 Nrs são aplicáveis à todas as empresas, conforme o efetivo de colaboradores. Ocorre que a norma prevê aplicação de multa para cada item em descumprimento. E também a aplicação da legislação tem suas regras e exceções no que tange algumas normas para o cumprimento. Vide mais sobre NR4 SESMT e NR5 dimensionamento da CIPA para melhor elucidação acerca da obrigatoriedade das normas NRs vigentes, conforme seu grau de risco, CNAE e número de empregados varia por exemplo em ter uma CIPA COMPLETA ou simplesmente um colaborador indicado para curso de Cipeiro previsto no item 5.32.2 da NR5.

    Quais profissionais realizam os trabalhos da Gestão Completa SST
    Qual a validade da documentação de saúde e segurança do trabalho

    Nossa Proposta Gestão Assessoria & Consultoria SST

    Através da Gestão Permanente em Saúde e Segurança do Trabalho mantemos toda a documentação obrigatória em dia, com controle através de cronograma web 100% Online
    Manter a documentação legal em conformidade | E-Social do Governo em breve será obrigatório | Implante Gestão Online na empresa

    GESTÃO PCMSO NR7

    Contrato 12 meses | Mensal
    Mensal R$ *
    • Implantação do PCMSO NR7
    • Incluso Exames Ocupacionais
    • Assessoria e Consultoria
    • Arquivamento de Prontuários
    • Gestão Online 100%
    • star

    Plataforma WEB

    Contrato 12 meses | Mensal
    Mensal R$ *
    • E-Social | Desenvolvendo
    • Gestão Saúde Ocupacional
    • Gestão Engenharia SST
    • Sem limite usuários
    • Gestão Online 100%
    • star

    Porquê manter a Gestão SST permanente?

    Por razões muito simples. O Ministério do Trabalho e Emprego, assim como a Previdência Social sinalizam controles online sobre a gestão de trabalhadores na empresa. Com o E-Social do Governo iniciado no SPEED em 2007, e com vistas a liberação final do layout do Banco de Dados do E-Social, que vem sendo adiado ano a ano, e em face à diversos fatores que acabam influenciando e gerando adiamentos, nós acreditamos que já entre 2018 e 2019 será obrigatório em definitivo as empresas manterem informações online de trabalhadores para o envio eletrônico ao Governo.

    As empresas precisam iniciar os controles via web, por exemplo algumas empresas insistem em querer fazer o PPP do INSS somente no desligamento do trabalhador, o que está equivocado. Vale lembrar quem não sabe que a multa por deixar de fornecer o PPP- Perfil Profissiográfico Previdenciário é de R$ 9.910,00 à R$ 99.1000,00 se atuada em fiscalizações da Previdência Social e ou Ministério do Trabalho e Emprego mediante convênio entre as Entidades de representação governamental.

    Deve manter o controle desde a admissão do colaborador, e para isso mantendo a documentaçõ legal ajustada, e o mais essencial, ter esse controle online, pois é sem dúvida o desafio que as empresas devem superar. Para isso a INMETRA desde 2003 desenvolveu plataforma online, denominada Plataforama web-Inmetra e já estamos na 3a. versão sendo desenvolvida com base o E-Social do Governo.

    A nova plataforma terá um novo nome | Plataforma SSTCloud. Está sendo desenvolvida com a expertise de mais de 25 anos de experiência por seu diretor CEO juntamente com a Equipes SST da empresa para atender aos requisitos do E-Social do Governo, e mais ainda, com uma interface de melhor usabilidade, rastreabilidade e com notificações humanas e sistêmicas sobre as ações a serem tomadas pelos usuários das empresas-clientes.

    Normas Regulamentadoras foram criadas na década de 1970


    O quê é, e para que servem exatamente as Normas Regulamentadoras?



    Conforme o MTE - Ministério do Trabalho e Emprego, por suas normas regulamentadoras então publicadas no Diário Oficial da União, são normas que regulamentam os procedimentos de saúde e segurança do trabalho, visando sua prevenção de acidentes e doenças provocadas ou agravadas em decorrência de serviços realizados por uma empresa, entidade púbica ou privada.

    E estabelecem os parâmetros mínimos e as instruções sobre saúde e segurança de acordo com cada atividade ou função desempenhada por este.

     

    Além disso, servem para nortear as ações preventivas e corretivas a serem aplicadas pelos empregadores, orientando os seus empregados, de forma que o ambiente laboral se torne um local saudável, com conforto e condições mínimas e essenciais para um trabalho seguro.

     

    Em 8 de Julho de 1978, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), com o objetivo de padronizar, fiscalizar e fornecer orientações sobre procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e à medicina do trabalho, aprovou 28 Normas Regulamentadoras (NRs). Atualmente já são 36 NRs que tratam do assunto.


    A ação foi feita considerando o disposto no artigo 200, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), com redação dada pela Lei n.º 6.514, de 22 de dezembro de 1977.

     

     



    Contexto Nacional | Saúde e Segurança do Trabalho

    No Brasil, na época em que as normativas foram criadas, não só o setor da construção civil, mas todas as demais áreas careciam de um norteamento legal para que pudessem ser balizadas ações de melhorias nos ambientes de trabalho.

    “Antes das NRs, o número de acidentes e de adoecimentos alcançavam níveis alto e, por isso, tornou-se necessário criar procedimentos, quando então o governo estabeleceu parâmetros legais regulatórios que por fim permitisse agora estabelecer novas metas ao Governo frente aos inúmeros casos decorrentes de acidentes, que se estendem em mais de 716 mil/ano nos dias atuais, apesar de toda a implementação por parte da sociedade que compulsoriamente devem aderir aos Programas de Prevenção de sáude e segurança do trabalho.

    O também engenheiro e fiscal do MTE, Gianfranco Pampalon, relata que, na década de 1970, a cada sete empregados, um sofria acidente de trabalho. “Vivíamos uma era de grande crescimento econômico e, portanto, muitas obras de infraestrutura foram realizadas, causando diversos acidentes e mortes motivadas pela falta de segurança. A situação prénormas regulamentadoras era muito, mas muito ruim”, analisa.

    No período citado por Pampalon, a informalidade nos contratos laborais era grande, principalmente nos canteiros de obra, e foi em virtude deste quadro que o governo brasileiro, signatário de várias resoluções da organização Internacional do Trabalho (OIT), se viu obrigado a tomar uma iniciativa para reduzir os altos números de acidentes.

    “O Brasil mudou muito nos últimos anos sob o ponto de vista de como são tratadas as questões de saúde e segurança no trabalho da construção civil, indústria e o próprio comércio. Óbvio que ainda não podemos comemorar e nos darmos por completamente satisfeitos com os avanços. Por outro laodo não podemos deixar de reconhecer que aconteceram significativas melhoris na vida dos trabalhadores com a adesão por parte das empresas às normas regulamentadoras. Com as normas técnicas vigentes, e as leis complementares e conexas relativas ao trabalho vem contribuindo em um País que precisa de crescimento e garantia de um trabalho seguro”, comenta seu diretor Jordão M. Fábrega | CEO.

     

    Alterações das Normas Regulamentadoras NRs

    Constantemente as normas regulamentadoras passam por alterações em função dos novos métodos e processos de trabalho, do avanço da tecnologia e da mudança nas relações de trabalho, transformando-se a cada período em uma nova realidade.

    Existem comitês e grupos que se reúnem com frequência, ou quando há uma demanda especifica – e criam ou revisam os textos normativos tentando atualizar os conceitos existentes e inserir as boas práticas legais vigentes em normas nacionais e internacionais.

    De modo geral, cada mudança de Norma Regulamentadora traz consigo um novo jeito de atuação entre empresas e empregados, o próprio em Governo em fiscalizar o cumprimento legal, de tal sorte amplia-se de forma contextual a capacidade da sociedade entender e aderir as novas mudanças impostas, em pról de uma melhor qualidade de vida e bem estar de trabalhadores.

    “Inicialmente, toda mudança interfere no custeio de toda cadeia de produção, mas logo é absorvida, impulsionada com ganho de produtividade na gestão de risco de acidentes e doenças por parte de todas as empresas que aderem aos novos ditames.

    Todavia uma nova norma imposta à sociedade é vista conforme quem a observa, como geradores de custos e procedimentos com maior carga burocrática, onde a sociedade, e em especial os empresários que se veem obrigados ao cumprimento, relatam que cada vez mais o Governo ao invés de ajudar, atrapalha - "O que não é verdade", assim vejamos que por características em nosso Páis primeiro vem os fatos ( ocorrências e resultados ) , e depois se criam as leis. Seriam muito melhor que fosse ao contrário, se antecipar a um determinado resultado, e desta forma adotando medidas preventivas, evitaria amargar estatísticas de acidentes graves e fatais por sua antecipação.” - diz Jordão M. Fábrega, diretor & consultor jurídico em previdência-trabalhista.

     

    Em breve disponibilizaremos o acesso ao download de cada Norma Regulamentadora clicando nos links abaixo:




    Converse agora mesmo com um especialista!